quarta-feira, 13 de junho de 2018

Sem energia não temos luz


Vamos dividir o mundo em dois grupos de pessoas. Um é formado por aquelas com capacidade natural de produzir energia enquanto outro vive apenas do consumo ou da crítica sistemática daquela produção. Por isso, durante toda a existência humana na Terra existe o constante choque elétrico dos dois grupos, ou dos dois polos. Você certamente conhece e admira pessoas criadoras de energia por
causa de sua alegria, felicidade, sabedoria, equilíbrio, saúde, serenidade e bom humor.  Tem quem gera energia natural com muito trabalho e fé e por isso são exemplos de sucesso. Há ainda quem gera energia e a gente nem sabe explicar direito por quê. Por outro lado, você deve conhecer também pessoas que são total ou parcialmente dependentes da energia produzida ao seu redor. Elas não geram a sua própria energia e normalmente vivem questionando ou reclamando de energia externa insuficiente para tocar suas vidas. Vivem como sanguessugas da energia dos geradores humanos de potência. São mal agradecidas e nunca estão no claro, pois vivem constantemente na sombra de suas vidas.  Nunca estão satisfeitas, não respeitam o próprio espaço, muito menos o espaço dos outros, porque são sempre inquilinas na vida. Cabe ao homem ou mulher, em qualquer fase de sua geração de energia, preservar sua autoestima, sua fé e esperança, sua saúde, sua alegria e paz,  e lançar assim uma potente luz sobre as pessoas que elas amam e que sabem valorizar seu calor. Está claro?

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Perigo no trânsito 365 dias por ano


Que tipo de motorista dirigindo por perto você considera mais perigoso para a sua segurança e de outros motoristas ou pedestres? O que está alcoolizado, atrasado, cansado, desequilibrado emocionalmente, despreparado, imprudente, sonolento, míope, doente ou o que está conectado ao celular? Independentemente de sua opção, o fato é que ao seu redor estão dirigindo todos esses tipos de motoristas ao mesmo tempo, 24 horas por dia, 7 dias por semana, 30 dias por mês e 365 dias por ano. E ainda assim você acha que chegar em casa são e salvo não é um privilégio ou mesmo um milagre?  Estamos nos movimentando diariamente dentro no maior caos do mundo e já nos acostumamos com o perigo. De acordo com pesquisa do Observatório Nacional de Segurança Viária, 9 de cada 10 acidentes ocorrem por falhas humanas. O melhor que a gente pode fazer é não dirigir em nenhuma daquelas condições e ainda se preparar para qualquer tipo de manobra defensiva no trânsito. Salve-se quem puder!

terça-feira, 8 de maio de 2018

As rodas e as máquinas continuam girando no Brasil

Vende-se 21,3% a mais de automóveis no primeiro quadrimestre de 2018 em relação ao de 2017. São mais de 763 mil veículos novos comercializados no Brasil nesse período. O mercado de caminhões, em especial, ganhou mais 57,6% de unidades nesse ano, ou mais de 20,7 mil veículos. Sinal de que a indústria automotiva volta a pisar firme no acelerador econômico do País. Olha, tudo isso em meio a um cenário político bastante indefinido nos últimos meses. Para Antonio Megale, presidente da Anfavea, o desempenho do setor automotivo confirma o que ele vem dizendo há algum tempo: a economia está se desprendendo cada vez mais da incerteza política brasileira. Montadoras, empresas e consumidores estão tocando a vida e os negócios em frente, deixando o barulho político mais para trás. Da mesma forma, o setor agrícola, com a consolidação de uma safra recorde, está ajudando muito a puxar a venda de caminhões e máquinas para cima. Em abril, o crescimento das vendas desse mercado importantíssimo para o Brasil foi de 26,4%. As rodas estão girando, com a expectativa de acelerar ainda mais até o final do ano.